O Mundo Clamoroso de Manuel Resende (II)

Ou este poema, tão anacrónico numa poesia como a portuguesa de hoje, que se afastou quase por completo da dicção política e utópica que marcou alguma da grande poesia dos últimos dois séculos – afastando-se também da História, com maiúscula, como se não tivesse já fôlego nem ambição para tal (embora se argumente antes com a descrença em relação às grandes narrativas da modernidade). E afinal, porque há-de um poeta português condenar-se às periferias do século? Porque não há-de ele escolher «o gueto de Varsóvia» e os seus heróis? Afinal de contas, não somos todos Marek Edelman?

 

 
MAREK EDELMAN, HERÓI DO GUETO DE VARSÓVIA

Quando era rapaz, o herói do gueto de Varsóvia
Ia à drogaria comprar anilina
Para pintar as guelras dos peixes que a mãe vendia,
Quando a mãe não os vendia em tempo útil.
Quantos fizeram isto e não foram
Heróis de nenhum gueto?

Quando era jovem, o herói do gueto de Varsóvia
Comprou uma entrada no Casino Municipal de Veneza.
No museu do gueto de Varsóvia
Um tradutor ingénuo ou caridoso
Traduziu o bilhete: «Museu Municipal de Veneza».
Quantos visitantes do Casino Municipal de Veneza
Foram heróis do gueto de Varsóvia?

Deixai-nos viver e enganar a polícia,
Roubar nos supermercados, fugir até ao sopapo,
Enganar por exemplo os nossos maridos,
Atravessar fora das passadeiras,
Mentir ao médico sem vergonha e sem necessidade,
Se for preciso vamos presos, por um dia, vá,
Se temos de pagar a dívida à sociedade,
Mas deixai-nos ter, se for preciso,
Heróis um dia no gueto de Varsóvia.

 aviador

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: