A minha livraria preferida: Carlos Machado

lello

Carlos Machado é professor do Ensinso Secundário, tendo-se doutorado na Universidade de Vigo com uma tese sobre o surrealismo português.

Na Angelus Novus publicou Entre a Utopia e o Apocalipse. Augusto Abelaira e o Fim da História (2003).

 

P. De todas as livrarias que já frequentou, qual a sua preferida?

R. Sem dúvida, a livraria Lello & Irmão, no Porto, perto dos Clérigos.

P. Pode indicar as 3 razões pelas quais prefere essa livraria?

R. Basta lá entrar para se ficar com a resposta. Em primeiro lugar, pela arquitectura, que nos remete para um outro tempo e um outro espaço, fora de tudo, em que não parecemos deglutidos pela voragem do tempo. Em segundo lugar, pela possibilidade oferecida de saborear os livros acompanhado de um café servido em chávenas à antiga, ainda com açucareiro (a ASAE ainda não terá lá ido?) em cadeiras que parecem convidar a ficar por ali e a aproveitar ao máximo tudo aquilo que surge em redor (dos livros mais antigos aos mais recentes, dos best-sellers mais vulgares às edições mais discretas de livros intemporais). Em terceiro lugar, por se ficar com a sensação que uma livraria é um templo do livro e não um mero negócio onde cai todo o tipo de usurário, a responder “não tenho cá esse artigo” ou a não saber sequer soletrar o nome dos nossos escritores maiores, no momento da pesquisa nos ficheiros (“António Lobo quem?”).

P. Pode indicar um livro que associe em particular a essa livraria?

R. Curiosamente, só associo a alguns dos livros que acabei por comprar lá na sequência do café tomado. De facto, a estratégia é boa: a gente toma ali o café que eu digo ser o mais caro do mundo – dos livros que se leva para a esplanada interior, metade acompanha-nos até ao piso de baixo, onde está a caixa. Um dos livros que lá comprei foi Metamorfoses do Real de Pedro Barbosa, docente no Porto, onde a livraria existe.

P. O que seria para si «a livraria ideal»?

R. Um misto de “Centésima Página” (pela simpatia e disponibilidade do pessoal), de Braga, “Lello & Irmão” (pela ambiência), do Porto, e “Casa do Libro” (pelo espaço disponibilizado pelos vários pisos e pela quantidade de livros existente), de Vigo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: