A minha livraria preferida: Ana Bela Almeida

winding-stair

Ana Bela Almeida foi leitora de português em Santa Barbara (EUA), Vigo e Corunha, onde actualmente prepara a sua tese de doutoramento sobre Adília Lopes.

Foi coordenadora editorial da Angelus Novus e traduziu para a editora livros de Augusto Monterroso e Iván de la Nuez.

 

P. De todas as livrarias que já frequentou, qual a sua preferida?

R. A minha mais recente livraria preferida é a Winding Stair, em Dublin.

P. Pode indicar as 3 razões pelas quais prefere essa livraria?

R.  Acho impossível não se gostar de uma livraria com este nome, “Winding Stair”, tomado da poesia de Yeats. Gosto também da sua localização numa margem do rio Liffey, com todas as bicicletas à porta. As poltronas confortáveis para a leitura e os livros cuidados e difíceis de encontrar, como as antigas edições da Penguin, fazem o resto.

P. Pode indicar um livro que associe em particular a essa livraria?

R. Foi numa das estantes da Winding Stair que fiquei a conhecer, num daqueles acasos que se dão muito nas boas livrarias, uma das minha actuais autoras de culto, a irlandesa Maeve Brennan, com a novela The Visitor.

P. O que seria para si «a livraria ideal»?

R. A minha livraria ideal teria sempre um cuidado particular com a luminosidade, como é, aliás, o caso da Winding Stair. A luz seria dourada e indirecta, o suficiente para que se possam ler bem os textos, mas filtrada para dar a sensação de que se entra num espaço acolhedor, recolhido, um regresso a casa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: