2010: Um ano fausto para a Angelus Novus

No ano de 2010, dois autores da Angelus Novus viram os seus livros premiados.

Vítor Aguiar e Silva, grande figura dos estudos camonianos e da teoria da literatura, conquistou o Prémio Nacional de Ensaio Literário Eduardo Prado Coelho, da Associação Portuguesa de Escritores, pelo seu livro Jorge de Sena e Camões. Trinta Anos de Amor e Melancolia.

Quanto a Manuel Gusmão, autor de uma vasta e significativa obra no domínio do ensaio e da poesia, com Finisterra. O Trabalho do Fim: ReCitar a Origem conquistou o Prémio de Ensaio do PEN Clube, ex aequo com Fernando Guimarães.

A Angelus Novus viu assim confirmado, no ano passado, o seu estatuto de editora de referência, estatuto que, estamos certos, o ano de 2011 virá reforçar.

Advertisement
%d bloggers gostam disto: